07.10.2019 - 10:53

Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte


Em presídio federal, Marcola, líder do PCC, manda assassinar delegado e investigadores

Marcola está em regime de isolamento, e a denúncia não explica como, ainda assim, ele determinou os assassinatos.



Preso no sistema federal desde fevereiro deste ano, o líder do PCC (Primeiro Comando da Capital), Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, determinou a morte de três policiais como "retaliação" por ter sido transferido da prisão estadual em São Paulo.

Entre os alvos, estava o delegado-geral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes, considerado um dos principais combatentes à facção. A informação está em uma denúncia de 30 de agosto deste ano, assinada pela promotora Silvia Vieira Marques, da Segunda Promotoria de Justiça Criminal da Capital do MP (Ministério Público).

Marcola está em regime de isolamento, e a denúncia não explica como, ainda assim, ele determinou os assassinatos.


Comentários

Colunistas

ver todos os colunistas

Vídeos

O Mundo é Uma Cabeça - Chico Science e o Mangue Beat

O Mundo é Uma Cabeça - Chico Science e o Mangue Beat


PARRÁ CONTA SUA HISTÓRIA, COM HUMOR

PARRÁ CONTA SUA HISTÓRIA, COM HUMOR


ver todos os vídeos

Mais lidas