14.01.2020 - 03:33

Aumentar fonte Aumentar fonte Diminuir fonte Diminuir fonte


Livânia Farias negociou com Daniel pagamentos mensais de mais de meio milhão a Ricardo Coutinho

Num dos vídeos que vazou de sua delação, Livânia detalha os entendimentos com Daniel, primeiro para acertar a organização social que iria vencer a licitação para ao Metropolitano, depois, para o pagamento da propina, dividida entre as duas OSs camaradas.



R$ 568 mil. Esse o valor acertado por Livânia Farias junto ao lobista Daniel Gomes da Silva, como pagamento mensal de propina ao ex Ricardo Coutinho. O valor era uma combinação do dinheiro desviado de duas organizações sociais: a Cruz Vermelha gaúcha, que terceirizou o Hospital de Trauma, e o Ipcep, que assumiu o Hospital Metropolitano de Santa Rita.

Num dos vídeos que vazou de sua delação, Livânia detalha os entendimentos com Daniel, primeiro para acertar a organização social que iria vencer a licitação para ao Metropolitano, depois, para o pagamento da propina, dividida entre as duas OSs camaradas.

A Cruz Vermelha entraria com cerca de R$ 358 mil, e o Ipcep, com o restante, e os pagamentos deveriam se perpetuar, inclusive, após a saída de Ricardo Coutinho do governo, em 1º de janeiro de 2019, devendo o pagamento das propinas ser honrados, após o repasse do governo João Azevedo para as organizações sociais.

Quando João decretou a intervenção no Trauma, então a torneira da propina fechou. Situação que irritou demais o ex Ricardo Coutinho, levando ao rompimento com Azevedo.


Comentários

Colunistas

ver todos os colunistas

Vídeos

O Mundo é Uma Cabeça - Chico Science e o Mangue Beat

O Mundo é Uma Cabeça - Chico Science e o Mangue Beat


PARRÁ CONTA SUA HISTÓRIA, COM HUMOR

PARRÁ CONTA SUA HISTÓRIA, COM HUMOR


ver todos os vídeos